quinta-feira, dezembro 24, 2009

Nascer de novo!


Nascer de novo

É o Natal de Jesus. Desse Jesus a quem anunciamos em cada catequese. Vamos todos a Belém, onde o Messias haveria de nascer. Vamos à Belém das nossas vidas. Corramos a adorar o Menino. Vamos: não vale a pena ir sós. Precisamos de ser todos a ir. Todos nós. Para nascer de novo. Natal de Jesus: Nem pais-natal, nem luzes, nem brinquedos, nem consoadas, nem quase nada... Foi feito de muito pouco esse primeiro "natal". Uma gruta, um estábulo, ou um curral. Uma manjedoura e uns poucos de panos para envolver o Menino. Poucas coisas, muitos afectos! Ternuras mil! Afinal, é um Menino que nasce! Um Menino que é a nossa salvação. Deus connosco. "Emmanuel". Anunciado pelas estrelas e em mil vozes de anjos num "Glória in excelsis Deo" impetuoso que desperta pastores e pessoas simples.

Passou o tempo e hoje é tempo de anunciarmos: "Feliz Natal!" - Eis que chega o "Deus connosco"! É feliz a nossa dita porque em nós fazemos "Natal", nascimento, chegada. A promessa de tantos tempos esperada, torna-se feliz nascimento, feliz esperança. Simplesmente porque Deus vem de novo habitar no meio de nós. É, então, um momento de anúncio particular e único. Um momento de missão. Um momento de festa e de partilha. Um momento de paz. Um momento de Deus!


Boas Festas e Feliz Natal no coração de cada um!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vídeo: Feliz Natal

video



DEUS QUE VENS DE DEUS


Deus que vens de Deus horizonte da nossa linguagem e do nosso desejo;

Deus que anunciamos na espessura do que em nós é riso e choro, ao mesmo tempo infiguráveis;

Deus, instante fugaz da sede e da fome saciadas, diferidas;

que descubramos no corpo dos outros os traços do bem que procuramos e perdemos;

que a nossa vida te reconheça pela maneira como por Ti se vê reconhecida na teia do que passa e permanece,

Tu que és aquele que vens de Deus o Deus connosco!



Arménio Rodrigues

Nenhum comentário: