domingo, março 30, 2008

Cristo nossa Páscoa está vivo!


Cristo nossa Páscoa, está Vivo!


Ressuscitou!!!


Através de nós, a Palavra do ressuscitado, manifestada em plena luz do Evangelho entrará nas profundezas da humanidade.


Nós gerámos o Amor: Quando colaboramos contigo e empenhamo-nos da edificação do Amor!


Nós gerámos a Alegria: Quando somos espaço de unidade e sinal de Esperança!


Nós gerámos a Esperança: Quando sabemos ser gratidão em gesto e doámo-nos sem limites!


Nós gerámos o Acolhimento: Quando construímos pontes de Amizade!


Nós gerámos a Vida: Quando cantámos alegres as Tuas obras e contemplámos toda a Criação!


Páscoa é:


Celebrar aAlegria!

Celebrar a Esperança!

Celebrar a Vida!

Celebrar a Fé!



VIDEO COM SOM

video


menorodrigues@gmail.com


sexta-feira, março 28, 2008

Cristo Vive!

O Senhor Ressuscitou!!!!


ALELUIA, é um grito de alegria! ALELUIA, é o dia da luz!



Jesus está vivo, ressuscitado. ALELUIA, que tudo cante, Que seja festa em nossas casas e nos nossos corações. VIVA DEUS, que nos abre um novo caminho! Que seja uma grande festa em nossas casas e que se propague à nossa volta, colorida, cheia de vida, luminosa.



Poderíamos pensar que tudo acaba aqui! Um pouco como os apóstolos que pensaram que tudo tinha acabado com o túmulo vazio. Mas tal como eles, agora sabemos que Jesus está VIVO para sempre, Ressuscitado, presente em nós, caminhando ao nosso lado. Então não esqueças, não feches a porta, não adormeças, não abrandes a tua caminhada. Mais que nunca, Jesus convida-te a avançar, todos os dias, em todas as etapas da tua vida. Sim, a vida é uma grande viagem, uma peregrinação em que és convidado a viver não apenas como espectador, mas como verdadeiro actor da tua vida, alguém que busca, que caminha, que constrói. Boa viagem, e até breve se Deus quiser, para fazermos juntos mais uma etapa deste caminho...





video

VIDEO COM SOM



menorodrigues.blogspot.com

domingo, março 16, 2008

Semana Santa



Semana Santa


Senhor Jesus!
Como o grão de trigo se ergue da terra como caule e espiga,
também Tu não pudeste permanecer no sepulcro:
O sepulcro está vazio porque Ele - o Pai - não te
«abandonou na habitação dos mortos e a tua carne não conheceu a decomposição».

video

Vídeo com som






quarta-feira, março 12, 2008

Quaresma Tempo de Amar!



QUARESMA
TEMPO DE AMAR!

video

Vídeo com som(Quaresma: Tempo de Amar)



A Quaresma é tempo favorável para, através de diversas formas, renovarmos a nossa fidelidade cristã. O gesto de imposição das mãos na quarta-feira de cinzas leva-nos a tomar consciência da nossa condição de pecadores. A Quaresma é tempo propício para o aprofundamento do designio de Deus sobre cada um. É tempo de renunciar, de converter e de crer. Ao longo destes 40 dias, as leituras sugerirão: sentido de jejum e da partilha, amor ao próximo, importância da oração, conversão, justiça de Deus, a sua misericórdia, o perdão e a reconciliação. Estas leituras quaresmais levam-nos a interrogarmos: como vivemos as exigências do nosso baptismo? Sugere-se mais reflexão sobre a Palavra de Deus, mais oração e a Via-Sacra. A Quaresma exige que façamos a revisão das nossa competências. Se lutamos por ser competentes ou somos "do despacha", porque custa. Também exige que façamos a revisão da nossa moralidade: os nossos costumes, os nossos valores, as nossa acções. Assim como diz o Catecismo da Igreja Católica, entremos numa linha de ascese (esforço, sacrificio) e deixemos de lado a acédia(preguiça espiritual)...

segunda-feira, março 03, 2008

Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus.



«Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus:»

Pobres, na língua hebraica, são os oprimidos, incapazes de resistir ou de se defenderem contra os poderosos.
As bem-aventuranças são uma mensagem de felicidade de Jesus que está em oposição com aquilo que se faz, e que se vive na sociedade. Fala-se de pobreza de coração e corremos atrás da glória; fala-se de mansidão e sofremos a lei do mais forte.

Bem-aventurados os pobres em espírito, mostra que não se trata de uma pobreza em sentido de indigência, mas de uma disposição espiritual. O espírito de pobreza é efectivamente uma atitude espiritual de humildade, de paciência. Os discípulos são prevenidos contra o perigo do orgulho e da auto-suficiência tão criticados por Jesus aos Fariseus.

Esta primeira bem-aventurança, ditada por Jesus, -Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus – é fundamental para viver todas as outras. Ser pobre em espírito é ser simples, sem pretenção, sem orgulho. O pobre em espírito conhece os seus limites perante Deus e perante os homens e espera tudo da misericórdia e do amor de Deus. É o amor que o move em tudo o que faz e não o desejo de se mostrar ou de receber qualquer benefício. O pobre em espírito é humilde.

Jesus não ensina aos que são oprimidos física, moral ou até espiritualmente a revoltarem-se contra os seus opressores, mas a manterem-se diante de Deus como filhos muito amados do Pai. Para Jesus a felicidade não está na abundância dos bens materiais, ou honra e poder. Para Jesus a verdadeira felicidade reside no espírito de pobreza. Para Jesus, felizes são os que, estando em estados de pobreza, não se impacientam, não têm inveja nem ciúmes dos outros, mas põem toda a sua confiança em Deus.
Felizes são também os que tendo bens, honras ou poder não se apegam a eles, mas se preocupam com os que os rodeiam.

Senhor Jesus, dá-me um coração de pobre, um coração humilde que tudo espere de Deus. Concede-me, Senhor, a capacidade de olhar para os que me rodeiam sem desejar o que lhes pertence. Dá-me um coração não endurecido, nem viciado, mau, interiormente dominado pelo desejo de possuir, pelo desejo do poder, nem pelo desejo de dominar. Livra-me de um coração que se esqueça de Deus e seja ávido de se apropriar do bem dos outros. Dá-me um coração de carne e não um coração de pedra. Um coração sensível à infelicidade e sofrimento do meu semelhante e que se lhe abra na partilha do que tenho e do que sou.