sábado, outubro 06, 2007


O que significa SER Catequista, Hoje?

  1. Ser catequista implica uma vocação imbuída de fé que exige compromisso, fidelidade ao Evangelho, na luta pela perfeição, o mundo mais perfeito e o homem e o mundo mais perfeitos leva á salvação individual e humana

  1. Ser uma vocação para o compromisso, ter fé e formação, pôr em prática todas as possibilidades cristãs e evangélicas.

  1. São pessoas impregnadas do Evangelho, disponíveis, comprometidas e competentes, para fazer desabrochar nas crianças e adolescentes as capacidades já latentes mas escondidas e asfixiadas.

  1. Ter objectivo de Evangelizar crianças, adolescentes, pais e a própria paróquia. Não estar preso ao catecismo e ir ao encontro das crianças e adolescentes para os evangelizar. Ligação da criança/adolescente com Deus através do testemunho.

  1. Ajudar através do conhecimento da Palavra. Catecismo, amor, família, educação, trabalho e dor. Fazer descobrir a capacidade cristã de cada criança e adolescente.

  1. Ser catequista ou tentar ser catequista.

É uma luta contra o que a sociedade impõe, o contexto social politico e cultural que nos rodeia.

Adaptar às mudanças é consciencializar, transmitir o que somos e em

Que acreditamos.

  1. Precisa de formação, fé e pôr em prática aquilo que ensina.

Precisa conhecer a sociedade para a transformar.




Ser catequista à imagem do Mestre

Qualidades:

* Chamado por Deus

* Seguidor de Cristo

* Participante da missão de Cristo e da Igreja.

- Autoridade

- Respeito pelo Mestre

- Atento e aberto à voz do Espírito Santo

* Um irmão entre irmãos

- Experimentado

- Movido pelo amor de Deus

- Respeitador dos ritmos de cada irmão

- Caminha com os irmãos

* Discípulo de Cristo

* Torna presente a Cristo:

- Pela palavra

- Pelo testemunho da própria vida

§ - Celebração da Eucaristia

. Encontro com Deus

. Encontro com os irmãos

- Oração pessoal

- Estudo da Boa Nova

* A meta do catequista

* Dar a conhecer Cristo, mais do que dar-se a conhecer

* Imitar João Baptista

o Austeridade

o Desprendimento

o Pobreza

o Anuncio corajoso

* Imitar Maria

o Reconhecer a grandeza de Deus

o Aceitar fazer a sua vontade

o Fidelidade

o Humildade e pobreza que tornam possíveis a resposta de fé a Deus

o Pobre porque o que dá não é exclusivamente seu

o Humildade porque reconhece que na sua obra é Deus que age.

Um comentário:

Anabela disse...

Ser catequista é amar, ser fiel à Palavra, ao amor de Deus!! Evangelizar numa lingagem simples, autêntica e honesta...Deixar que Deus através de nós chegue ao coração de quem o busca!!!!!
No passado dia 5, Sexta-feira, participei no encontro anual de catequistas, da vigararia de Santo Tirso que se realizou na paróquia de Monte Córdova. Foi enriquecedor, emotivo e espero que frutifero... Conduzido pelo dr. Abel, ele soltava as palavras que lhe saiam do coração, vindo de experiências vividas em conformidade com o amor de Deus! Reflectimos especialmente sobre as nossas famílias e como vivem a catequese. O que podemos fazer para maior proximidade e mais colaboração dos pais à catequese actualmente vivida!? Qual a nossa Responsabilidade!? Que passos podemos dar para o conseguir!?