widgeo.net




domingo, janeiro 29, 2017

Bem-Aventuranças



Jesus subiu ao monte e sentou-se como Mestre. No lugar onde Moisés recebera, um dia, as Tábuas da Lei. Jesus proclama agora as Bem-Aventuranças! Nelas, Jesus anuncia o caminho novo do Reino, o caminho do amor, o caminho da felicidade. O caminho que Jesus segue é o da Cruz, pelo qual se sobe, descendo; pelo qual se conquista, perdendo; pelo qual se alcança a vida, morrendo! O monte do anúncio da Palavra é também o monte da oração, das dificuldades, da cruz... Depois da Ressurreição, será transformado, finalmente, no monte da ascenção!
A nossa subida até Deus, acontece na medida em que acompanharmos Jesus, nesta «descida», até à morte e morte de Cruz.
As Bem-Aventuranças não são mais que o próprio retrato de Jesus, Crucificado e Ressuscitado. Ele é o verdadeiro pobre, que não tem onde reclinar a cabeça; Ele é o verdadeiro manso e humilde de coração, porto de abrigo de todos os cansados; Ele é o verdadeiro puro de coração e, por isso, contempla a Deus, sem cessar; Ele é o obreiro da paz; é Aquele que sofre por amor de Deus! Por trás do Sermão da Montanha está a figura daquele Homem que é Deus, que nos faz subir até Deus, descendo até nós, despojando-se até à morte de Cruz.
.
Bem-Aventuranças - Convite a Subir Montes interiores - Ser Mais...
Temos "montes" no horizonte se quisermos integrar as Bem-Aventuranças no nosso projecto de vida... Porque já somos simples, generosos, alegres, activos, criativos, construtores, e radicais e manifestamos estas qualidades no nosso quotidiano, estamos em melhores condições para responder ao desafio de Jesus nesta Quaresma e Páscoa: continuar a subir... SUBIR, ainda mais alto pelo Monte das Bem-Avenuranças... Ser Mais...
,
SUBIR... Ser mais SIMPLES
No convívio com pessoas que nos fazem sentir bem...
No encontro com pessoas que nos obrigam a pensar de maneira diferente.
No elogio que se dá num momento de êxito.
Na consciência da necessidade da oração e do apoio de Deus.
-
SUBIR... Ser mais GENEROSO/A
Na colaboração... em qualquer actividade
Nos "presentes" que damos aos nossos amigos
No tempo que oferecemos às pessoas (aos idosos, às crianças, aos desconhecidos...)
Na aplicação das nossas capacidades nas diversas actividades: estudo, emprego, família...
Na resposta pronta à Vontade de Deus
-
SUBIR... Ser mais ALEGRE
Na partilha das coisas boas que a vida nos oferece
Nos momentos em que só o humor é capaz de transformar a realidade
No olhar de esperança perante o "humanamente impossivel"
Nos acontecimentos em que não entendemos os caminhos de Deus
.
SUBIR... Ser mais ACTIVO/A
Nos Movimentos e Associações...
Na paróquia: na catequese, nas Celebrações... nos encontros...
Na intervenção política
Na reflexão sobre as propostas que nos são feitas pela escola, pelo emprego, pela Paróquia...
Na resposta aos convites a crescermos em Sabedoria e Graça como Jesus.
-
SUBIR... Ser mais CRIATIVO/A
Na criação de coisas novas
Na missão que nos foi confiada
Na alteração à aparente ordem normal das coisas
Nas iniciativas que desafiam as nossas capacidades
-
SUBIR... Ser mais CONSTRUTOR/A
De Interioridade e Espiritualidade dentro de nós
De harmonia na família
De justiça nas empresas
De paz... no nosso país e no mundo
-
SUBIR... Ser mais INCLUSIVO/A
Nos ambientes em que não se olha atentamente para o deficiente
Nos espaços em que "alumas pessoas não têm lugar"
Nos lugares onde outras culturas desafiam a nossa forma de vida
Nos grupos de minorias, de estrangeiros... de distantes...
-
SUBIR... Ser mais RADICAL
na busca incessante da SABEDORIA...
Na resposta à proposta de Jesus: fazer da VIDA uma continua subida...
na descoberta da nossa vocação: a ser "cristão autêntico no próprio ambiente"; Ser catequista, leitor, cantor, sacerdote; ser consagrada; ser mãe, ser pai...
Na vivência de uma Fé que faz da nossa VIDA UMA OBRA COM SENTIDO!
-
Andemos juntos, Jesus...
por onde fores tenho que ir, por onde passares, tenho que passar...
Quando estiveres triste, vê Jesus a caminho do calvário...
Quando estiveres alegre, vê Jesus ressuscitado... (Santa Teresa de Ávila)
-


Arménio Rodrigues

segunda-feira, dezembro 19, 2016

Aqui estou Maria



Entramos na recta final do Advento, do tudo ou nada!...
É sempre Deus quem decide manifestar-se e coloca-nos na condição de O conhecer e de O encontrar. É sempre Ele O mais interessado em estabelecer diálogo connosco, enquanto da nossa parte revelamos distracção ou incapacidade de reconhecer a Sua existência e os seus dons. Deus escolhe sempre o que parece ser insignificante aos olhos dos homens, mas é Ele quem projecta e propõe, dá o primeiro passo; cada chamamento traz consigo uma missão: Maria não é apenas uma criança mas uma mulher escolhida para ser, através do Filho de Deus, Mãe de toda a Humanidade. Ela será a nova Eva, aquela que, ao contrário da primeira, será obediente em tudo à vocação recebida. Deste modo, Maria encontra e deixa-se encontrar. O Anjo Gabriel é portador de uma Palavra que não é apenas discurso, mas é uma força que transforma o coração e imprime uma marca na sua existência; daí o significado do seu nome Força de Deus. Deus deseja a nossa participação no seu desígnio de salvação. Até que ponto me deixo interpelar por esta Força de Deus, que me chama e quer revelar uma missão.


quarta-feira, dezembro 07, 2016

Maria Imaculada


Uma Luz importante no nosso caminho
Todos os anos celebramos uma grande festa no dia 8 de Dezembro: a Imaculada Conceição de Nossa Senhora. Esta expressão quer lembrar-nos que Maria nasceu à perfeita imagem de Deus, sem qualquer falta, sem pecado. Desde o seu nascimento, Deus a protegia. Deus amava-a como a todas as crianças da terra, ricas ou pobres, doentes ou saudáveis. Mas além disso, Deus contava com Ela para que pudesse um dia ser a Mãe de Jesus. Assim Maria foi uma menina como as outras, uma mulher comum do seu tempo. Vivia atenta à Palavra de Deus, pondo-a em prática. Pode dizer-se que deixava irradiar perfeitamente nela o amor que Deus lhe tinha.
Maria quer partilhar com quem ama, a alegria que lhe vai no coração: Deus fez nela coisas maravilhosas! É uma atitude natural para os cristãos. A nossa fé não é uma prisão nem uma obrigação. É uma resposta de alegria às maravilhas que Deus faz nas nossas vidas. Por isso, hoje é dia de partilhar com alegria. De dizer aos outros o que nos vai no coração. Não tenhamos medo se não encontrarmos as palavras certas, o importante é comunicar, fazer como Maria. Dizer que Deus não é uma ideia abstracta: é uma presença no meio de nós que dé um sabor novo à nossa vida. QUE MUDA TUDO!

Senhor Deus, ajuda-me a aprender como Maria a escutar a Tua palavra. Ela escutava aTua palavra, guardava-a no coração ao ponto de se fazer carne na pessoa de Jesus. Ajuda-me a meter Jesus no centro da minha vida.